Mudanças climáticas prejudicam a saúde Humana


São graves, para não dizer alarmantes, as implicações do aquecimento global sobre a saúde pública mundial. Catástrofes climáticas, mudança drástica de temperatura e elevação do nível do mar são variáveis que afetam o abastecimento de água e alimentos e estabelecem novos padrões de surtos para doenças infecciosas.

Veja 10 fatores ambientais responsáveis por milhares de mortes em crianças:

1. Fatores ambientais são responsáveis por 88% da 1,5 milhão de mortes em crianças, a cada ano, decorrentes da diarréia. A diarréia é a segunda principal causa de morte entre crianças menores de cinco anos no mundo. A maioria é atribuída à falta de higiene, água insalubre, saneamento inadequado e pobreza.

2. Metade das mortes infantis anuais por infecção respiratória aguda (dois milhões) são relacionadas à poluição interior. Entre as infecções, a mais preocupante é a pneumonia.

3. A prevalência de asma está aumentando rapidamente em crianças e é a doença crônica mais comum entre elas. É desencadeada por fatores ambientais, como ácaros, fumaça, fungos e pólens.

4. Em algumas regiões em desenvolvimento do mundo, mais de um terço de todas as crianças são afetadas por altos níveis de chumbo. A intoxicação por esta substância pode alterar o desenvolvimento do cérebro das crianças, além de aumentar o risco de problemas comportamentais, aprendizagem e de doenças cardiovasculares.

5. Intoxicação aguda por agrotóxicos pode ser fatal para as crianças. A exposição pode resultar do uso de pesticidas em jardins, casas e escolas, tração agrícola ou por meio da ingestão de alimentos e água contaminados.

6. Recém-nascidos e crianças são especialmente sensíveis à exposição ao mercúrio, devido à sensibilidade do sistema nervoso em desenvolvimento.

7. Na África e Ásia algumas crianças ficam expostas aos alimentos com aflatoxinas, substâncias tóxicas produzidas por fungos encontrados principalmente no milho e no amendoim. A intoxicação por esta substância pode ser fatal. A longo prazo, as crianças com exposição crônica à aflatoxina pode perder peso e ficar mais vulnerável à doenças infecciosas.

8. Milhares de crianças menores de 15 anos ingerem substâncias venenosas e cerca de 35 mil morrem a cada ano por isso. A intoxicação mais comum envolve combustíveis, pesticidas, medicamentos e produtos domésticos tóxicos.

9. O câncer infantil também é influenciado por fatores ambientais. A origem de tumores em crianças ainda é muito estudada, mas sabe-se que agentes ambientais como a radiação, tabaco e fumo passivo, luz ultravioleta e pesticidas desempenham papel para o desenvolvimento do câncer.

10. A mudança climática aumenta o risco de doenças, especialmente para crianças em países em desenvolvimento. Mais de 85% das doenças relacionadas às mudanças climáticas ocorrem em crianças destes países. Elas enfrentam riscos de lesões e mortes decorrentes de inundações e temperaturas extremas, asma e doenças respiratórias, além de diarréias, malária e desnutrição.


FONTE: R7 Notícias

1 Comentário:

Lady Sixties disse:

Obrigada! Também te desejo o mesmo! Lindo blog....

bjs

COMENTE, SIGA, ASSINE O FEED, SEJA INTERESSADO!