Diálogo na biblioteca


― Minhas crônicas são mentirosas, pois não sou escritor.

― E quem disse que precisa ter mestrado pra saber escrever?

― Não precisa. Só espera-se que pelo menos saiba alguma coisa, e eu não sei.

― Talvez escrever seja também questionar.

― Mas não domino nem as sabedorias que envolvem a mim.

― Bobagem.

― Falo sério moça.

― Diga-me, viajante, tu tens vida?

― Tenho.

― Então sabes escrever. Quem vive, pelo que sei, se capacita.

― É?

― É.

5 Comentários:

Artes e escritas disse:

É? É. Gostei de ler. Um abraço, Yayá.

Malu disse:

E se tem VIDA já basta para se escrever e ser um grande escritor...
Abraços

Vênus, Vanessa. disse:

Belo e verdadeiro diálogo.

Rayanne Albuquerque disse:

Quão intensas e seguras palavras. É certo afirmar que quem vive, tem capacidade para se capacitar. Meus parabéns por suas demonstrações do belo, da arte do ser e do sentir.

Forte abraço.

Aclim disse:

Conhecimento empírico, insubstituível.

Abraço

COMENTE, SIGA, ASSINE O FEED, SEJA INTERESSADO!