Humildade - Jonathan Edwards


"Humildade deve ser definida como um hábito da mente e coração correspondente à nossa comparativa indignidade e vileza diante de Deus, ou um senso de nossa própria miséria à Sua vista, com a disposição de um comportamento que corresponda a isto. E um homem verdadeiramente humilde é consciente da diminuta extensão de seu próprio conhecimento, da grande extensão de sua ignorância e da insignificante extensão de seu entendimento comparado com o entendimento de Deus. Ele é consciente de sua fraqueza, de quão pequena sua força é, e de quão pouco ele é capaz de fazer. Ele é consciente de sua distância natural de Deus, de sua dependência Dele, da insuficiência de seu próprio poder e sabedoria; e de que é pelo poder de Deus que ele é sustentado e guardado; e de que ele necessita da sabedoria de Deus para lhe conduzir e guiar, e de Seu poder para capacitá-lo a fazer o que ele deve fazer para Ele.


A humildade tende a nos prevenir de um comportamento ambicioso e pretensioso diante dos homens. O homem que está sob a influência de um espírito humilde está satisfeito com a posição que Deus lhe deu entre os homens, e não está ávido por honra, e nem é atingido com o desejo de ser o mais brilhante e de se exaltar acima de seus vizinhos. A humildade também tende a nos prevenir de um comportamento arrogante e insolente. Pelo contrário, a humildade dispõe uma pessoa a um comportamento condescendente de mansidão e insignificância e a uma submissão cortez e afável, como sendo consciente de sua própria fraqueza e depreciabilidade diante de Deus.


Se nós, então, nos consideramos seguidores do manso e humilde e crucificado Jesus, andaremos humildemente diante de Deus e dos homens todos os dias de nossa vida na terra.


Busquemos todos, ardentemente, um espírito humilde, e nos esforcemos para sermos humildes em todo nosso comportamento diante de Deus e dos homens. Busque por um profundo e permanente senso de sua miséria diante de Deus e dos homens. Conheça a Deus. Confesse sua nulidade e desgraça diante Dele. Desconfie de si mesmo. Conte somente com Deus. Renuncie toda glória, exceto Dele. Renda-se à Sua vontade e serviço. Evite um comportamento pretencioso, ambicioso, ostentoso, insolente, arrogante, desdenhoso, teimoso, impetuoso e auto-justificador; e aspire mais e mais do espírito humilde que Cristo manifestou quando Ele esteve na terra. Humildade é o traço mais essencial e distinguidor em toda verdadeira piedade.


Ardentemente procure então, e diligentemente e em oração cultive um espírito humilde, e Deus andará com você aqui embaixo; e quando uns poucos dias tiverem passado, Ele o receberá às honras concedidas ao Seu povo à destra de Cristo".


Jonathan Edwards

3 Comentários:

Madresgate disse:

Texo perfeito para uma palavra verdadeiramente importante em nossas vidas.
Ser humilde é de fato se dar aos propósitos de Deus.
O ser humilde certamente alcança seus espaços diante do Pai sem que seja preciso se esforçar.
A humildade é um dom que certamente poucos a possuem, e fazem a verdadeira diferença entre os seres humanos.
Parabens pela postagem

Um forte abraço
Mad

Mr.Jones disse:

amigo, nao tem par mais lindo do que a HUmildade de maos dada com a simplicidade...Eis o belo.
abçs

Felipe Conrado disse:

é interessante pesquisar a etimologia das palavras, pois sempre é muito instrutivo. A palavra hipocrisia, por exemplo, vem do grego hupokrisis que significa: atuar, representar e fingir no sentido artístico. É por isso que a linha que separa a humildade da hipocrisia é muito tênue. As pessoas geralmente gostam de fingir que são humildes porque isso, supostamente, lhes garante um certo prestígio social.

Tomando as palavras de James C. Hunter emprestadas ser humilde é ser real e autêntico com as pessoas e descartar as máscaras falsas. É o básico entendimento de que precisamos uns dos outros

COMENTE, SIGA, ASSINE O FEED, SEJA INTERESSADO!