Influência dos Reality Shows nas Crianças

Especialistas desaconselham "Big Brother Brasil" para crianças.


Especialista em psicologia escolar, ela afirma que este tipo de programa expõe prematuramente as crianças a uma série de questões como a erotização. As discussões "superficiais" entre os participantes reforçam esse sentimento, afirmou Rocha.

A influência do reality show no público infantil também é motivo de preocupação para a professora de psicologia Claudia Stella, da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Segundo a doutora em educação, este modelo de atração "é complicado, principalmente, para a criança", que ainda está adquirindo as noções do que é fantasia ou real.

O "Big Brother Brasil" vende a idéia de "show da realidade", mas na verdade é "uma luta, sem princípios, por dinheiro", afirma Carlos Ramiro de Castro, professor e presidente da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo).

Ele diz acreditar que o programa não tem nada de educativo e "prejudica a formação da criança", porque a expõe a uma competição sem valores morais.

Esse programa "não é adequado para a criança, do ponto de vista da rotina e do cotidiano". Além disso, afirma ser recomendado aos pais encontrarem outras opções de lazer para seus filhos.

Carlos Ramiro diz acreditar que escola, família e meios de comunicação devem dialogar para enriquecer a educação infantil, "o que não é o caso de um programa como o "Big Brother Brasil".


Fonte: Folha Online

6 Comentários:

Professora Ismaelita disse:

ola! ,passei para retribuir a visita a paz!

Maryy disse:

Oii

Na minha opinião as crianças devem ter outras atividades além a televisão. Os pais devem estimular os seus filhos a ler, ouvir música de qualidade, brincar, correr, ter uma infância de verdade. E não essa "infância" de hoje em dia.

Beijos
Maryy

Cris disse:

Esse tipo de programa não é educativo para ninguém. Talvez entretenha adultos, mas eu não deixaria meu filho assistir. São cenas de nudez e sexo; uns tramando contra os outros e se dizendo amigos (faz parte do jogo, mas não deve fazer parte do jogo da vida); competições; falsidade entre outras 'virtudes' que meu filho não precisa assistir.

Mesmo que a vida venha a ensiná-lo, acho que deve acontecer no devido tempo.

Beijocas

Iит€я€รรǺитт€ disse:

Primeiramente agradeço os comentários de todas vocês!

E segundo, na minha opinião esses programas só irão confundir a educação das crianças, pois elas estão em uma fase onde se encontra em formação o seu lado de compreensão sobre o que é "Verdade ou Fantasia".

Em casa é educado de uma forma, e na televisão ele vê outra, e chegando na escolinha percebe que seus amiguinhos gostam dos comportamentos e atitudes desleais dos programas assistiddos, então fica uma confusão onde essa criança não sabe como se comportar.

Não podemos esquecer do conteúdo de erotismo e infidelidade que a mídia tem colocado em excesso nas programações, afetando preocupantemente a saúde das crianças e dos adolescentes.

È realmente importante que os pais respeitem as indicações dos programas para as idades dos seus filhos, evitando a vulnerabilidade dos seus filhos para determinados conteúdos onde essa criança não está preparada para receber.

Pais escolham boas programações para seus filhos, e deixem que seus filhos tenham uma infância saudável como ela merece ter!

Magridt Gollnick Luz disse:

Olá sou mãe e tenho o cuidado de selecionar programas saudáveis e educativos para meu filho.
Nessa fase tudo está sendo absorvido e a tv pode ser um perigo ou uma ajudadora dependendo de como for usada. Cabe aí a sabedoria dos pais.
grande abraço!

Iит€я€รรǺитт€ disse:

Magridt, você tem toda razão, a mídia pode ser tanto prejudicial quanto educadora, daí entra o papel dos pais para mediar essa situação.

Obrigado por comentar

Grande Abraço !

COMENTE, SIGA, ASSINE O FEED, SEJA INTERESSADO!